França critica Rússia e vê plano de Annan sob risco

Quatorze ministros das Relações Exteriores, entre eles a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, encontraram-se ontem, em Paris, para reunião do grupo Amigos da Síria. Ao término, o chanceler francês, Alain Juppé, avaliou o cessar-fogo. "Apoiamos o Plano Annan, mas ele está em um momento crítico", disse Juppé.

O Estado de S.Paulo

20 de abril de 2012 | 03h00

Ele lamentou que a Rússia esteja "se isolando cada vez mais, não apenas no mundo árabe, mas na comunidade internacional". Segundo o chanceler, uma nova resolução está em discussão. O texto obrigaria a Síria a multiplicar por 10 o número de observadores internacionais. / A.N.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.