França decide parar de enviar soldados ao Afeganistão

A França não enviará mais soldados ao Afeganistão nem deslocará efetivos do setor em Cabul, na capital do país, que está sob seu comando, para o sul do país, onde a situação se complicou nos últimos dias, disse nesta quinta-feira a ministra da defesa, Michele Alliot-Marie."Não se pode esquecer que estamos presentes em um grande número de cenários exteriores. Acho que outros países que estão menos comprometidos podem participar do reforço", assegurou Alliot-Marie à rádio RFI.A ministra francesa afirmou que a situação em Cabul "se estabilizou, mas continua sendo extremamente frágil", o que obrigou a França a "mobilizar o conjunto das tropas" no país. "Não é possível que deixemos de contar com uma parte de nossas forças de Cabul para transferi-las ao sul do Afeganistão. Acho que outros países podem fazê-lo", reiterou.A ministra afirmou que quando a França recebeu o comando da região de Cabul, meses atrás, o país reforçou seu contingente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.