França diz que Kadafi está pronto para renunciar

O líder da Líbia, Muamar Kadafi, está "disposto a renunciar", segundo emissários dele citados hoje pelo ministro das Relações Exteriores da França, Alain Juppé. "Recebemos emissários segundo os quais Kadafi está disposto a partir. Analisaremos", disse Juppé.

AE, Agência Estado

12 de julho de 2011 | 12h13

Ele esclareceu que os contatos não são negociações propriamente ditas, pois "todo mundo (envolvido na crise líbia) manteve contatos com todos os demais". "O regime líbio envia seus mensageiros a todas as partes, à Turquia, a Nova York, a Paris", acrescentou.

O porta-voz da chancelaria francesa, Bernard Valero, insistiu que os contatos com líbios próximos de Kadafi não são negociações formais. Ele negou que a França trabalhe como mediadora entre Trípoli e os insurgentes. Além disso, não quis identificar os emissários líbios e se limitou a dizer que eles estão muitos próximos do líder e foram para várias cidades importantes.

A França teve um papel de liderança na campanha aérea da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) contra as forças de Kadafi, no âmbito de uma resolução do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) para proteger civis do regime de Kadafi, no poder há quatro décadas. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
LíbiaataquesKadafirenúnciaFrança

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.