França e Alemanha concordam em rever dívida iraquiana

O enviado especial do governo dos EUA, James Baker, conquistou o apoio da Alemanha e da França para trabalhar num programa de redução da dívida do Iraque. Os Estados Unidos não dizem, porém, se empresas francesas e alemãs poderão participar dos contratos de reconstrução do Iraque.?Alemanha e EUA, assim como a França, estão prontos não apenas para reestruturar a dívida como também para um substancial perdão da dívida do Iraque?, disse o porta-voz do primeiro-ministro Gerhard Schroeder.O Iraque deve cerca de US$ 40 bilhões aos países do chamado Clube de Paris, que reúne 19 nações, incluindo EUA, França, Japão, Alemanha e Rússia. Outros países e figuras privadas são credores de, pelo menos, US$ 80 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.