França e Espanha anunciam retirada do Afeganistão

A França anunciou que vai retirar centenas de seus soldados do Afeganistão até o final do ano. Já o primeiro-ministro da Espanha, José Luis Rodríguez Zapatero, disse que seu país vai iniciar a retirada de seus 1,5 mil militares do território afegão no ano que vem e concluir a tarefa em 2014.

AE, Agência Estado

24 de junho de 2011 | 11h57

Durante uma reunião de cúpula em Bruxelas (Bélgica), o presidente francês Nicolas Sarkozy disse hoje que a retirada é justificada pelos sinais de melhora na situação de segurança no Afeganistão e pela redução da ameaça terrorista, em razão da morte de Osama bin Laden. A França tem a quarta maior força militar no Afeganistão, com 4 mil soldados.

Já Zapatero disse que 10% de seus soldados vão voltar para casa na primeira metade de 2012, 40% retornarão em 2013 e os demais em 2014. Em Bruxelas, ele disse que a retirada vai depender dos acontecimentos de guerra, mas que no momento esse é o projeto. Na quarta-feira, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, já havia anunciado o projeto de retirada de suas tropas do país. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoretiradaFrançaEspanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.