Philippe Huguen / AFP
Philippe Huguen / AFP

França e Grã-Bretanha fecham acordo para combater imigração ilegal

LONDRES - A Grã-Bretanha está enviando policiais a Calais, no norte da França, em uma ação conjunta com autoridades francesas no mais recente esforço dos países para conter o fluxo de imigrantes ilegais. A medida também procura deter a ação e grupos criminosos e traficantes humanos na região.

O Estado de S. Paulo

20 de agosto de 2015 | 21h57

A ministra de Administração Interna da Grã-Bretanha, Theresa May, e o ministro do Interior da França, Bernard Cazeneuve, reuniram-se nesta quinta-feira para anunciar uma parceria entre os dois países na criação de um centro de comando em Calais.

Os britânicos também se comprometeram em contribuir no financiamento de medidas de segurança no perímetro do Eurotúnel - que liga a Grã-Bretanha ao continente europeu - com a instalação de cercas de alta qualidade, câmeras de vigilância e iluminação.

Londres também vai enviar equipes de busca de mercadorias com cães farejadores e um investimento adicional de 10 milhões de euros na segurança da cidade sobre os 28 milhões de euros já investidos pela Grã-Bretanha no último ano.

Mais de 3 mil imigrantes estão acampados em Calais à espera de atravessar o Canal da Mancha em busca de emprego. Muitos fugiram de conflitos em países como Sudão e Eritreia e saltam de caminhões e trens em movimento e muitas vezes cruzam o Eurotúnel a pé.

Ainda nesta quinta-feira, Cazeneuve pediu uma maior cooperação de outros países europeus, como a Alemanha, no combate à imigração ilegal. Ele viaja à Alemanha para se reunir com o ministro do Interior daquele país e discutir o assunto. / Dow Jones Newswires

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.