França e Reino Unido suspendem frete aéreo do Iêmen

A França e o Reino Unido aplicaram restrições ao frete aéreo de cargas vindas do Iêmen após dois pacotes-bomba do país asiático terem sido interceptados em Dubai e na Grã-Bretanha.

AE, Agência Estado

30 de outubro de 2010 | 16h19

A agência de aviação civil francesa (DGAC) afirmou em um comunicado que, "após a descoberta de dois aviões transportando pacotes suspeitos do Iêmen e depois do alerta internacional feito pelas autoridades norte-americanas", foi solicitado que "todas as companhias aéreas suspendessem o carregamento de cargas vindas do Iêmen".

A DGAC, no entanto, informou que a suspensão no transporte de cargas iemenitas era temporária e que discutiria o assunto com outras autoridades de transporte europeu.

No Reino Unido, a secretária do Interior, Theresa May, disse que o país baniu a movimentação de todas as cargas aéreas desacompanhadas vindas do Iêmen. Ela acrescentou que o governo não elevará o nível de probabilidade de ataque terrorista - atualmente em "severo". As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IêmenFrançaReino Unidoterrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.