França enfrenta novo dia de protestos

Tropas de elite romperam barricadas em refinarias e depósitos.

BBC Brasil, BBC

20 de outubro de 2010 | 14h24

Pressionado há semanas por protestos contra seus planos de reformar a Previdência da França, o presidente Nicolas Sarkozy ordenou que forças especiais de segurança levantassem bloqueios a depósitos de combustível impostos por manifestantes.

Sarkozy afirmou ter ordenado o desbloqueio para restabelecer "o mais rapidamente possível uma situação normal"

Segundo informações do governo, quatro mil postos de gasolina, de um total de 12,5 mil, estão secos ou correm o risco de ter de fechar nos próximos dias por falta de combustível.

Após a emissão da ordem presidencial, na última madrugada, tropas de choque da Polícia francesa derrubaram as barricadas erguidas em três depósitos na região oeste do país.

Mas as medidas não intimidaram os manifestantes. Nesta manhã, sindicatos bloquearam outro depósito, no sudeste do país. De valor estratégico, o depósito abastece bases militares da região e o aeroporto de Lyon - segunda maior cidade da França.

Em Paris, motoristas relatam esperas de até duas horas para abastecer seus automóveis.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.