França envia ajuda ao Haiti; Bahamas na rota do furacão

O governo da França enviará um avião de carga com comida, água e suprimentos médicos para o Haiti, país devastado pelas enchentes provocadas pela tempestade Jeanne. Um Airbus com capacidade de 40 toneladas foi fretado pela chancelaria francesa para decolar no Sábado. Mais de 1.100 pessoas morreram nas cheias e dezenas de milhares enfrentam fome, sede e o risco de doenças provocadas pelos cadáveres insepultos e pela água contaminada. Pânico e violência vêm marcando as tentativas de distribuição de víveres, escassos, à população.Nas Bahamas, a chegada de Jeanne, que ganhou força de furacão depois de passar pelo Haiti, já provoca filas nos postos de combustível e nas lojas de comida. Os moradores correm para fechar suas janelas com tábuas; escolas e igrejas convertem-se em abrigos de emergência. A capital das Bahamas, Nassau, e a Segunda maior cidade do país, Freeport, estão na área ameaçada pelos ventos de 160 km/h.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.