França: esquerda lidera disputa para eleição legislativa

O Partido Socialista (PS) da França e seus aliados comunistas, de esquerda e verdes estão na liderança da intenção de voto para as eleições parlamentares de 10 e 17 de junho, as quais poderão dar ao presidente François Hollande o controle da câmara baixa da Assembleia Nacional, mostraram pesquisas de intenção de voto publicadas nesta sexta-feira. Serão eleitos 577 deputados que terão mandato de cinco anos. O Senado terá eleições (que são indiretas) em 2014.

AE, Agência Estado

01 de junho de 2012 | 15h53

De acordo com duas pesquisas, conduzidas pela BVA e pela CSA entre 29 e 31 de maio nesta semana, 46% e 45% dos potenciais eleitores escolheriam tanto candidatos do Partido Socialista ou dos aliados de esquerda no primeiro turno das eleições, que ocorrerá em 10 de junho. O Partido Socialista sozinho obteria entre 31% e 33% dos votos, de acordo com a CSA e a BVA, respectivamente. O Partido da Esquerda (Parti de Gauche, formado por ex-comunistas) teria entre 9% e 10% dos votos e os verdes teriam entre 4% e 5%.

Já o partido de centro-direita União por um Movimento Popular (UMP) obteria 32% dos votos, informaram ambas as pesquisas. O partido de extrema direita Frente Nacional (FN) teria 16% dos votos segundo a BVA, ou 14% dos sufrágios, segundo a CSA, respectivamente. A UMP controla atualmente a câmara baixa, com 317 deputados.

Na França, os deputados são eleitos em dois turnos em cada distrito, em um sistema em que o vencedor leva todos os votos locais. O sistema beneficia os partidos maiores.

Hollande tomou posse em 15 de maio, após derrotar o ex-presidente Nicolas Sarkozy em 6 de maio. Ele precisará de apoio no Parlamento para conduzir seu programa de reformas.

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.