França: esquerda lidera disputa para eleição legislativa

O Partido Socialista (PS) da França e seus aliados comunistas, de esquerda e verdes estão na liderança da intenção de voto para as eleições parlamentares de 10 e 17 de junho, as quais poderão dar ao presidente François Hollande o controle da câmara baixa da Assembleia Nacional, mostraram pesquisas de intenção de voto publicadas nesta sexta-feira. Serão eleitos 577 deputados que terão mandato de cinco anos. O Senado terá eleições (que são indiretas) em 2014.

AE, Agência Estado

01 de junho de 2012 | 15h53

De acordo com duas pesquisas, conduzidas pela BVA e pela CSA entre 29 e 31 de maio nesta semana, 46% e 45% dos potenciais eleitores escolheriam tanto candidatos do Partido Socialista ou dos aliados de esquerda no primeiro turno das eleições, que ocorrerá em 10 de junho. O Partido Socialista sozinho obteria entre 31% e 33% dos votos, de acordo com a CSA e a BVA, respectivamente. O Partido da Esquerda (Parti de Gauche, formado por ex-comunistas) teria entre 9% e 10% dos votos e os verdes teriam entre 4% e 5%.

Já o partido de centro-direita União por um Movimento Popular (UMP) obteria 32% dos votos, informaram ambas as pesquisas. O partido de extrema direita Frente Nacional (FN) teria 16% dos votos segundo a BVA, ou 14% dos sufrágios, segundo a CSA, respectivamente. A UMP controla atualmente a câmara baixa, com 317 deputados.

Na França, os deputados são eleitos em dois turnos em cada distrito, em um sistema em que o vencedor leva todos os votos locais. O sistema beneficia os partidos maiores.

Hollande tomou posse em 15 de maio, após derrotar o ex-presidente Nicolas Sarkozy em 6 de maio. Ele precisará de apoio no Parlamento para conduzir seu programa de reformas.

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.