França está 'pronta para punir' Síria, diz Hollande

Presidente acusa regime de Assad de ser o autor do ataque com armas químicas em Damasco

AE, Agência Estado

27 de agosto de 2013 | 12h48

PARIS - O presidente da França, François Hollande, acusou o governo sírio de ser o autor do ataque com armas químicas em subúrbios de Damasco na semana passada, que provocou a morte de centenas de pessoas, e disse que seu país está "pronto para punir" quem usou o armamento.

"A França está pronta para punir aqueles que tomaram a abominável decisão de atacar inocentes com gás", declarou Hollande durante uma conferência com embaixadores em Paris. Segundo o presidente francês, "um ataque com armas químicas não pode acontecer sem que haja uma reação".

Mais cedo, o secretário de imprensa da Casa Branca, Jay Carney, afirmou que o presidente dos EUA, Barack Obama, está reunido com sua equipe de Segurança para analisar o que deve ser feito sobre o ataque.

"O que está sendo analisado pelo presidente não é a questão se armas químicas foram usadas, já sabemos que foram, ou qual a responsabilidade do regime de Assad, sabemos que eles já usaram armas químicas antes. Obama analisa com sua equipe qual deve ser a resposta a isso", afirmou Carney./ AP e DOW JONES

Tudo o que sabemos sobre:
FrançaSíriaarmas químicas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.