França examinará passageiros em aeroportos contra ebola

A França anunciou nesta quarta-feira que começará a avaliar o estado de saúde de passageiros vindos de países atingidos pela epidemia do ebola. A decisão foi tomada na esteira da contaminação de profissionais de saúde em outros países, como os Estados Unidos e a Espanha, que enfrentam desafios para monitorar pessoas que possam ter contato com o vírus.

Estadão Conteúdo

15 de outubro de 2014 | 14h54

O gabinete do presidente François Hollande anunciou as medidas preventivas após o chefe de Executivo ter realizado uma videoconferência com o presidente Barack Obama, dos EUA, e líderes do Reino Unido, Alemanha e Itália.

Medidas semelhantes já foram adotadas por aeroportos dos EUA e Reino Unido, onde as temperaturas dos passageiros têm sido checadas à distância, por meio de equipamentos especiais. O objetivo é identificar sinais de febre, um dos sintomas mais comuns do ebola, e isolar possíveis casos de contágio.

Os cinco representantes também discutiram as crises geopolíticas na Síria e Ucrânia, afirmou o governo francês em declaração. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Françaebolaepidemiaaeroportos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.