França expulsa jihadista acusado de recrutar jovens

A França expulsou um tunisiano de 28 anos acusado de recrutar jovens para combater na Guerra Civil da Síria ao lado dos jihadistas.

AE, Agência Estado

14 de junho de 2014 | 10h32

O Ministério do Interior informou em um comunicado neste sábado que o tunisiano não identificado foi enviado de volta à Tunísia "tendo em vista que a sua presença constituía uma ameaça para a segurança pública e a segurança do Estado".

O ministério relatou ainda que o homem tinha "desempenhado um papel central" no recrutamento da Jihad na região de Grenoble.

A França acredita seus jovens são maioria entre os europeus nas fileiras jihadistas que lutam contra o regime de Bashar Assad. Em abril, o governo anunciou uma série de medidas destinadas a desmantelar as redes de recrutamento, incluindo um sistema de alerta para os pais que suspeitam que seus filhos foram assediados pela Jihad. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
FrançaSíriaJihad

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.