França inspeciona navio norte-coreano no Oceano Índico

Funcionários da alfândega francesa estão inspecionando um navio norte-coreano em uma ilha do Oceano Índico. A iniciativa faz parte das medidas adotadas pelas Nações Unidas após o teste nuclear norte-coreano, mas até agora não encontraram nada ilegal, afirmaram os funcionários nesta quinta-feira. Um funcionário da alfândega encarregado das inspeções marítimas na ilha de Mayotte disse que o navio cargueiro com 45 tripulantes tinha sido vasculhado "da popa à proa, de cima a baixo", mas armas, drogas, ou outros produtos de contrabando não foram encontrados. O inspetor disse que a carga do navio ainda estava sendo descarregada e inspecionada na costa. Essa parece ser a primeira vez que funcionários franceses param um navio norte-coreano desde que as Nações Unidas aprovaram uma resolução no mês passado que determina a inspeção de carregamentos que entram e saem da Coréia do Norte. A resolução foi adotada em razão do teste nuclear realizado pelo país em 9 de outubro. Não se sabe se outros países já realizaram inspeções similares. A resolução visa a impedir o país de importar ou exportar equipamentos ou tecnologia nuclear. Os inspetores encontraram um pequeno excesso de álcool e cigarros, mas "nada realmente ilegal em termos de armas ou drogas", disse o funcionário francês. Ele pediu para não ser identificado, já que não tinha autorização para falar a respeito da inspeção.

Agencia Estado,

16 Novembro 2006 | 13h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.