França intercepta 550 refugiados em túnel do Eurostar

A polícia usou gás lacrimogêneo esta manhã para dispersar as centenas de refugiados que invadiram o túnel sob o Canal da Mancha que liga a França e a Grã-Bretanha. Os refugiados saíram do centro da Cruz Vermelha e tentavam cruzar ilegalmente o túnel e chegar à Grã-Bretanha a pé. Pelo menos um deles ficou ferido. Ao todo, pelo menos 550 refugiados tentaram atravessar o túnel em dois grupos durante a noite, quando o tráfego de trens estava parado.Dezenas de refugiados tentam entrar na Grã-Bretanha ilegalmente a cada semana pelo túnel, mas a travessia de grandes grupos é rara. Acredita-se que eles quisessem se aproveitar da redução do tráfego de trens, devido ao feriado de Natal, para atravessar o túnel. Cerca de mil refugiados estão abrigados no centro da Cruz Vermelha na cidade de Sangatte, a maioria deles curdos e afegãos que esperam encontrar melhores condições de vida na Inglaterra, onde as leis de imigração são relativamente mais liberais e é mais fácil se tornar um residente legal.O primeiro grupo que tentou atravessar o túnel, às 21h15, era formado por 150 pessoas. Eles avançaram sobre a barreira eletrônica e conseguiram entrar no túnel na cidade de Coquelles. Impressionados, os seguranças chamaram a polícia francesa que conseguiu prender 129 pessoas, informou a porta-voz do Eurotunnel, Helene Cargo. Os refugiados já haviam percorrido 25% do túnel. Um deles fraturou a coxa. Cerca de três horas e meia depois, um novo grupo de 400 pessoas tentou invadir o túnel pela mesma entrada. A polícia dispersou o grupo com gás lacrimogêneo e eles foram levados de volta ao centro da Cruz Vermelha em Sangatte. Dos 129 presos, cerca de 50 ficaram detidos.Não há trens de passageiros do Eurostar nos dias 25 e 26 de dezembro, mas o túnel opera com dois trens por hora nos quais passageiros podem entrar de automóvel. ?Lamentamos enfrentar mais uma vez esta situação?, disse Cargo, afirmando que a empresa já solicitou diversas vez a transferência do centro de refugiados de Sangatte. A Eurotunnel informou que interceptou pelo menos 18.500 refugiados no túnel no primeiro semestre de 2001. Além de tentar atravessar o túnel a pé, os refugiados também tentam pular nos trens ou esconder-se nas balsas que atravessam o canal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.