França já retirou 4.500 cidadãos do Líbano

As autoridades francesas já retiraram do Líbano 4.500 cidadãos que queriam escapar do atual conflito bélico, enquanto um número parecido espera ainda sua repatriação, segundo dados divulgados pelo Ministério de Relações Exteriores da França.O navio grego "Iera Petra" fretado pela França foi novamente neste sábado de Beirute à cidade de Larnaca, no Chipre, com pouco mais de mil passageiros. Outros trezentos estavam a bordo do navio francês "Sirocco", que fez o mesmo percurso até Larnaca, onde na tarde e noite deste sábado serão organizados três vôos para levar todos os evacuados a Paris.A ministra de Assuntos Europeus francesa, Catherine Colonna, foi ao porto de Larnaca para receber os franceses que fogem dos bombardeios israelenses, em uma conjuntura que se agravou hoje com a entrada de tropas desse país no sul do Líbano, para atacar as bases da milícia xiita Hezbollah. Colonna estava no Chipre para se reunir com as autoridades do país e agradecer seu trabalho no processo de evacuação de estrangeiros que estão saindo do Líbano.Vinda dos Emirados Árabes Unidos a ministra da Defesa francesa, Michele Alliot-Marie, também irá ao Chipre no domingo para fazer uma visita às unidades militares que colaboram no transporte de repatriados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.