AP
AP

França lança novos ataques contra o Estado Islâmico na Síria

Bombardeio em Raqqa destruiu pontos estratégicos do EI; presidente Hollande promete prosseguir com ações de guerra

O Estado de S. Paulo

17 de novembro de 2015 | 07h20

A França lançou nesta terça-feira, 17, novos ataques aéreos contra o Estado Islâmico, na região de Raqqa, na Síria. O bombardeio destruiu o posto de comando e o centro de treinamento do EI.

"O exército francês conduziu pela segunda vez nas últimas 24 horas um ataque aéreo contra Daesh (acrônimo de EI, em árabe) em Raqqa, na Síria. Os dois pontos foram destruídos simultaneamente", divulgou o governo em comunicado. Dez caças (Rafaele e Mirage 2000), que saíram dos Emirados Árabes e da Jordânia, lançaram 16 bombas na cidade situada no norte do país árabe.

O governo francês afirmou que a ação foi realizada em coordenação com os Estados Unidos e depois de identificar os locais após missões de reconhecimento realizadas anteriormente.

O bombardeio aconteceu após o presidente François Hollande anunciar na noite de segunda-feira que tomaria medidas de exceção contra o que ele chama de "terrorismo de guerra", em resposta aos atentados em Paris que deixaram 129 mortos e 352 feridos. 

Hollande pediu ao congresso de seu país que a França permaneça mais três meses em "Estado de Emergência", que foi declarado no sábado, em razão dos ataques dos jihadistas. O presidente francês também quer que seja feita uma reforma constitucional que permita ao país combater com mais vigor as ameaças internas. /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.