França liberta reféns de piratas na costa da Somália

A marinha francesa invadiu uma embarcação da França que estava em poder de piratas no Golfo de Áden, na costa da Somália, libertando quatro reféns, incluindo uma criança, capturados no sábado. Três outros piratas foram feitos prisioneiros. Durante a operação, um refém e dois piratas foram mortos, segundo comunicado presidencial divulgado hoje.

AE-AP, Agencia Estado

10 de abril de 2009 | 15h46

Essa foi a terceira vez que a França libertou reféns das mãos de piratas, mas a primeira vez em que um refém foi morto.

"Infelizmente, um refém foi morto durante a operação", afirmou o comunicado presidencial, acrescentando que os outros quatro reféns estão "a salvo".

A operação começou na quinta-feira, quando um navio da marinha entrou em contato com os piratas e imobilizou a embarcação onde estavam os reféns. A embarcação, de turistas, seguia para a costa do Quênia quando foi capturada pelos piratas. A embarcação havia sido alertada para evitar passar pelo Golfo de Áden, onde é comum o sequestro de navios por piratas somalis.

Tudo o que sabemos sobre:
FrançapiratasSomália

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.