Etienne Laurent/EFE
Etienne Laurent/EFE

França mantém ‘nível elevado de ameaça’ terrorista, diz Hollande após ataque em Berlim

Presidente francês enviou ‘toda a solidariedade’ de seu país aos alemães e destacou que diante de um atentado ‘é preciso estar unido’

O Estado de S.Paulo

20 Dezembro 2016 | 11h40

PARIS - O presidente da França, François Hollande, reiterou nesta terça-feira, 20, que a França mantém “um nível elevado de ameaça” terrorista, após o ataque a uma feira natalina em Berlim que deixou 12 mortos.

“Temos um alto nível de ameaça” terrorista e “um plano de mobilização e vigilância particularmente elevados”, destacou Hollande.

O líder afirmou que se encontrará ainda nesta terça-feira com a chanceler alemã, Angela Merkel, a quem enviou uma mensagem de condolências e “toda a solidariedade” da França, um país “que sabe o que significa um atentado terrorista”.

Hollande recordou a “desolação e a desgraça” que esses tipos de ação provocam, e afirmou que diante deles “é preciso estar unido”. “O país e a Europa têm que estar unidos, mas também o mundo inteiro frente à ameaça terrorista”, disse.

O presidente afirmou que a França já tomou “todas as preocupações” frente a esse tipo de atentado, em particular às vésperas das celebrações de Natal. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.