França nega possuir amostras de varíola

A França negou com veemência nesta quarta-feira possuir amostras do vírus da varíola, depois de agentes secretos norte-americanos terem comentado que Paris poderia ter culturas escondidas do vírus mortal.Ontem, fontes ligadas ao serviço secreto norte-americano disseram que apenas outros quatro países no mundo teriam amostras de varíola: Coréia do Norte, França, Iraque e Rússia.Bernard Valero, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da França disse que Paris "nega veementemente" a acusação e lembra que resoluções da Organização Mundial de Saúde (OMS) determinam que as amostras de vírus da varíola devem estar restritas ao Centro de Controle e Prevenção de Doenças, em Atlanta (EUA), e à Vector (Rússia)."A França respeita escrupulosamente seus compromissos internacionais", garantiu Valero. "Portanto, a França não possui nenhuma amostra de varíola em seus laboratórios, sejam eles civis ou militares."Valero explicou que a França limitou sua pesquisa sobre a varíola à busca de novas gerações de vacina. "Nossos pesquisadores utilizam apenas amostras animais autorizadas, que não representam perigo ao homem."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.