França prende 3 pessoas suspeitas de participar do ETA

O governo francês prendeu hoje, no sul do país, três pessoas suspeitas de fazer parte do grupo separatista basco ETA, entre eles um suspeito de ser o atual líder militar. O Ministério do Interior francês informou que o grupo foi encontrado em Montauriol, cidade que fica na região dos Pirineus Orientais.

AE-AP, Agencia Estado

18 de abril de 2009 | 19h37

Um porta-voz do Ministério de Interior da Espanha informou que um dos suspeitos presos, Jurdan Martitegi Lizaso, é considerado o atual chefe militar do grupo separatista.

Nos últimos meses, inúmeros participantes do ETA vêm sendo presos na França e Espanha. O último a prisão ocorreu em 8 de dezembro, quando Aitzol Iriondo, foi encontrado no sul da França. Apenas três semanas antes o líder Mikel de Garikoitz Aspiazu, conhecido como Txeroki, também havia sido preso na França.

Segundo o governo francês, com esta última prisão já chega a cinco o número de suspeitos de ser militantes do ETA presos no país. O grupo separatista trava violenta luta desde 1960 pela criação de um Estado independente Basco, que ficaria entre o norte da Espanha e o sudoeste da França.

Tudo o que sabemos sobre:
ESPANHAFRANÇAETA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.