França reabre embaixada em Trípoli

A França reabriu nesta segunda-feira sua embaixada na capital líbia, Trípoli, seis meses depois de tê-la fechado, informou uma porta-voz do Ministério de Relações Exteriores.

AE, Agência Estado

29 de agosto de 2011 | 16h24

"Um grupo de diplomatas chegou nesta manhã a Trípoli", disse ela. O grupo é liderado por Pierre Seillan, vice de Antoine Sivan, enviado francês à cidade de Benghazi. "Antoine Sivan irá para a capital assim que as condições permitirem", disse a porta-voz.

O Conselho Nacional de Transição também deve se transferir em breve para Trípoli, abandonando Benghazi, sua sede anterior. A França foi o primeiro país a reconhecer o Conselho como governo da Líbia e a enviar um representante diplomático para Benghazi.

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, também tem sido um forte partidário das forças rebeldes e tem mobilizado exércitos internacionais e apoio diplomáticos para a insurreição.

Paris fechou sua embaixada em Trípoli em 26 de fevereiro e retirou todos os seus funcionários do país por questões de segurança.

A capital francesa se prepara para receber uma conferência internacional sobre a Líbia na quinta-feira, que deve angariar apoio ao novo governo líbio. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
FrançaLíbiaembaixada

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.