França rejeita comando dos EUA sobre a Otan no Iraque

A França abandonou sua objeção à presença de uma missão de treinamento da Otan em solo iraquiano, mas se recusa a aceitar a exigência de Washington, de que o comandante da força seja um americano. ?Para ter algumas coisas é preciso abrir mão de outras?, disse um diplomata francês que pediu para não ser identificado e que definiu a questão do comando como o ?último obstáculo? para um acordo na Otan.Depois de dois dias de debate, representantes da aliança militar de 26 países disseram-se ?muito otimistas? quanto à possibilidade de um consenso sobre como o treinamento, ?dentro e fora do Iraque?, irá ocorrer. Os franceses acreditam que os EUA não cederão na questão do comando, e estudam adiar a decisão apenas sobre esse ponto específico. O governo americano insiste que a ?unidade de comando? entra a missão da Otan e as tropas americanas no Iraque é a melhor maneira de garantir a segurança.

Agencia Estado,

29 de julho de 2004 | 17h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.