França retém avião de presidente da Costa do Marfim em aeroporto

País atendeu pedido de Alassane Ouattara, reconhecido como vencedor das eleições marfinenses

Efe,

26 de dezembro de 2010 | 16h19

PARIS- O avião do presidente da Costa do Marfim que se recusa a ceder o poder, Laurent Gbagbo, foi imobilizado no aeroporto franco-suíço de Basilea-Mulhouse a pedido do candidato reconhecido pela comunidade internacional como vencedor das últimas eleições no país, Alassane Ouattara.

 

Veja também:

linkDelegação africana irá à Costa do Marfim para pedir saída do presidente

linkAngola nega que envie mercenários para Costa do Marfim

 

Segundo o Ministério de Assuntos Exteriores francês, "as autoridades legítimas" da Costa do Marfim haviam pedido a Paris o bloqueio do avião no aeroporto que fica na fronteira entre a França e a Suíça. A aeronave estava no terminal para um controle de manutenção.

 

A França, antiga potência colonial da Costa do Marfim, tem no país africano cerca de 900 militares em apoio aos capacetes azuis da missão da ONU, a ONUCI.

 

Paris pediu a seus cidadãos que abandonem a Costa do Marfim porque a tensão entre Ouattara e Gbagbo, que se nega a abandonar a presidência e garante ter vencido as eleições presidenciais de 28 de novembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.