França, Rússia e Alemanha não mandarão soldados ao Iraque

Mesmo com a aprovação unânime, no Conselho de Segurança das Nações Unidas, da resolução proposta pelos EUA que pede ajuda, em homens e dinheiro, para a estabilização do Iraque, as principais potências opositoras da guerra - França, Alemanha e Rússia - disseram que não enviarão soldados para reforçar a ocupação americana.Numa declaração conjunta emitida após a votação no Conselho, os três países disseram que não comprometeriam forças militares porque a resolução falhava em dar às Nações Unidas um papel de maior relevância no Iraque e em acelerar a transferência de autoridade para o povo iraquiano. Não obstante, diz o texto, a versão final da resolução permitiu que os três países a adotassem ?em espírito de unidade?.A aprovação reforça os esforços americanos a fim de conquistar credibilidade para a reconstrução do Iraque. A resolução autoriza a formação de uma força multinacional, sob comando dos EUA, e pede que os 191 países-membros da ONU colaborem com tropas e quantias ?substanciais? de dinheiro para o Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.