França:Sarkozy diz crer em vitória e corteja direitistas

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, disse neste domingo a seus correligionários que acredita na vitória em segundo turno, apesar de as projeções indicarem que ele ficou atrás do socialista François Hollande na votação de hoje. "Nós podemos ir para o segundo turno com confiança", afirmou Sarkozy.

RICARDO GOZZI, Agência Estado

22 de abril de 2012 | 17h52

No discurso, Sarkozy prometeu controlar a imigração e preservar empregos, num sinal de que cortejará os eleitores da ultradireitista Marine Le Pen, que deve terminar o primeiro turno em terceiro lugar, com aproximadamente 20% dos votos.

De acordo com as projeções e as pesquisas de boca-de-urna, Hollande terminará o primeiro turno à frente de Sarkozy. Pesquisas de intenção de voto feitas antes das eleições de hoje apontam vitória de Hollande no segundo turno. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
FrançaeleiçõesSarkozy

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.