Francês e norte-americano vencem o Nobel de Física

O Prêmio Nobel de Física de 2012 foi para dois cientistas que inventaram métodos para observar as propriedades bizarras do mundo quântico, pesquisa que ajudou na criação de relógios extremamente precisos e no início da construção de computadores super rápidos. O francês Serge Haroche e o norte-americano David Wineland abriram as portas para novos experimentos na física quântica ao demonstrar como analisar partículas quânticas sem destruí-las.

AE, Agência Estado

09 de outubro de 2012 | 08h45

Os dois laureados, ambos de 68 anos, trabalhando separadamente desenvolveram "métodos de laboratório engenhosos", afirmou a Academia Real das Ciências da Suécia. Wineland captura íons - átomos com carga elétrica - e mede-os com luz, enquanto Haroche controla e mede fótons.

O Nobel de Física foi o segundo a ser anunciado em 2012, com o de Medicina indo na segunda-feira para John Gurdon, britânico, e Shinya Yamanaka, japonês, por suas pesquisas com células-tronco. Cada prêmio vale cerca de US$ 1,2 milhão de dólares. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
NobelFísicavencedores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.