Francês seqüestrado há um ano na Venezuela é libertado

Um francês que havia sido seqüestrado há um ano em sua fazenda na Venezuela foi libertado e está de volta à França, disse o Ministério das Relações Exteriores francês neste domingo. Christophe Beck foi capturado em 13 de dezembro de 2005, nas vizinhanças de Caracas, por um grupo de cinco homens. O Ministério das Relações Exteriores da França se negou a dizer se foi pago um resgate ou se Beck foi seqüestrado por membros do Exército de Libertação Nacional (ELN), segunda maior guerrilha da Colômbia, como informou a mídia francesa. "A pedido da família de Beck e para garantir a eficiência da nossa ação, a maior discrição foi usada durante esse período", disse um ministério em um comunicado. Depois do seqüestro, a filha de Beck disse que assaltantes amarraram sua mãe e roubaram jóias, dinheiro e outros itens antes de levarem seu pai embora em seu próprio carro. Ela acrescentou que os seqüestradores haviam pedido um resgate de 40 mil euros (52,8 mil dólares) e que sua família acreditava que ele estava sendo mantido próximo à fronteira da Colômbia. Beck parecia fraco em fotografias recebidas por sua família depois de ter desaparecido. "O homem foi acompanhado de volta à França por um médico do Ministério das Relações Exteriores," disse um porta-voz do ministério, sem dar mais detalhes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.