Franceses descobrem pegadas gigantes de dinossauros

Paleontologistas da França divulgaram a descoberta de algumas das maiores pegadas de dinossauros já registradas na história. Elas medem entre até 1,5 metro de diâmetro e foram encontradas na cordilheira Jura, local que foi habitado, há 150 milhões de anos, por saurópodes, dinossauros herbívoros de pescoço longo.

AE-AP, Agencia Estado

07 de outubro de 2009 | 19h08

Até agora, 20 pegadas foram encontradas na área, informou o paleontologista Jean-Michel Mazin, do Centro Nacional de Pesquisa Científica da França. No entanto, os pesquisadores acreditam que há centenas ou até milhares de pegadas ainda não descobertas, disse Mazin.

As pegadas bem preservadas, do final do período jurássico, vão ajudar os cientistas a descobrir mais informações sobre os saurópodes. A partir das pegadas "podemos calcular o tamanho e a velocidade, descobrir informações sobre o comportamento deles e como se deslocavam", disse Mazin, que faz pesquisas na companhia de Pierre Hantzpergue.

Os dinossauros que deixaram as pegadas na lama pesavam entre 33 e 44 toneladas e tinham mais de 25 metros de comprimento, afirmou o pesquisador francês. A descoberta foi anunciada ontem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.