Franceses e africanos são sequestrados no Níger

Um grupo de homens armados sequestrou cinco cidadãos franceses e dois africanos que trabalham no Níger para a construtora francesa de reatores nucleares Areva, informaram hoje as autoridades francesas.

AE-AP, Agência Estado

16 de setembro de 2010 | 15h50

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da França, Bernard Valero, disse que eles foram sequestrados na noite de ontem perto da cidade mineradora de Arlit, na região desértica do norte do Níger.

Valero disse que as autoridades francesas estão "totalmente mobilizadas" para responder à situação. Os sete trabalhadores da Areva, entre os quais está um cidadão de Madagáscar e outro do Togo, foram sequestrados quando dormiam, disse um diplomata sob anonimato.

Tudo o que sabemos sobre:
sequestroNígerFrança

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.