Franceses foram trocados por militantes, diz Taleban

O Taleban informou hoje que alguns de seus comandantes presos foram libertados em troca da soltura de dois jornalistas franceses e do tradutor deles. Os franceses retornaram para casa hoje após 18 meses de cativeiro no Afeganistão. "A França aceitou as condições do emirado islâmico do Afeganistão e concordou com a libertação de uma série de comandantes mujahedin em troca da soltura dos jornalistas", informou o grupo, em comunicado.

AE, Agência Estado

30 de junho de 2011 | 13h13

O repórter televisivo Herve Ghesquiere, o cameraman Stephane Taponier e o tradutor Reza Din foram libertados ontem. Autoridades francesas disseram que nenhum resgate foi pago pela libertação dos homens, porém as circunstâncias da soltura deles ainda não estão claras.

Zabiullah Mujahid, porta-voz do Taleban afegão, disse, em comunicado divulgado hoje, que Paris não conseguiu libertar os jornalistas "pela força e pelo poder" e que, no final, os jornalistas foram trocados por combatentes insurgentes. O Taleban não disse quem libertou os combatentes ou onde eles eram mantidos. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.