Franceses impedem massacre no Congo

Tropas francesas que patrulhavam um trecho de savana de helicóptero interromperam um massacre em andamento num vilarejo do Congo, disseram moradores. Até que os franceses chegassem, nove pessoas foram mortas. O ataque havia começado antes do nascer do sol, quando guerrilheiros da etnia lendu, armados com machados e armas automáticas, invadiram a vila, habitada por membros da etnia hema, disse o chefe Nguna Manasse. O som do helicóptero assustou os invasores, afirmou ele.Dezenas de milhares de pessoas já morreram no conflito entre as duas tribos no nordeste do Congo, desde que uma revolta apoiada por Ruanda e Uganda irrompeu na área, em 1998. Embora os principais grupos rebeldes tenham fechado um acordo de paz e sido assimilados pelo governo em Kinshasa, a violência pelo controle das terras, gado e reservas de ouro continuam na província de Ituri. A disputa entre as tribos existe a gerações, mas atingiu níveis letais com o acesso dos combatentes a armas modernas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.