Franceses não querem votar em ex-chefe do FMI

A candidatura do ex-chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Straus-Kahn, à presidência da França é colocada em xeque por 63% da população do país. O número foi divulgado ontem pela empresa de pesquisa TNS Sofres. As prévias do partido socialista, de Kahn, acontecem em outubro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.