Franceses relembram cerco nazista aos judeus

Em meio ao ressurgimento da violência anti-semita na França, centenas de pessoas marcaram neste domingo o cerco nazista a milhares de judeus ocorrido há 62 anos. O ministro das Relações Exteriores da França, Michael Barnier, o ministro dos Veteranos de Guerra, Hamlaoui Mekachera, e o prefeito de Paris, Bertrand Delanoe, participaram de uma cerimônia na Praça dos Mártires Judeus. Também estiveram presentes ex-soldados, deportados e familiares. Houve cerimônias em diversas outras partes de Paris para marcar o cerco de 16 e 17 de julho de 1942, quando os nazistas capturaram milhares de judeus para enviá-los a campos de concentração mantidos durante a Segunda Guerra Mundial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.