Franceses são libertados no Sudão após 4 meses

Dois agentes humanitários franceses sequestrados no Sudão havia quase quatro meses foram libertados hoje, anunciou, em Paris, o ministro das Relações Exteriores da França, Bernard Kouchner. Os dois cidadãos franceses estavam a serviço de uma agência humanitária quando ocorreu o sequestro, em 22 de novembro do ano passado. Os dois foram pegos na fronteira da República Centro-Africana com a região sudanesa de Darfur. Sem divulgar mais detalhes, Kouchner informou, por meio de nota, que os ex-reféns estavam sendo levados a Cartum, a capital do Sudão. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.