Franceses sequestrados em Camarões são da mesma família

Uma família francesa composta por sete pessoas - dentre elas quatro crianças - foi sequestrada nesta terça-feira no norte de Camarões. Não havia detalhes sobre o sequestro, mas o presidente francês François Hollande declarou, durante visita à Grécia, que seu país participa de uma campanha o Mali para expulsar extremistas que tomaram o norte do país.

AE, Agência Estado

19 de fevereiro de 2013 | 15h44

Hollande lembrou que os terroristas "não estão apenas no Mali". O presidente pediu que cidadãos franceses evitem se colocar em situações perigosas.

Um funcionário francês próximo da embaixada em Camarões disse que há indícios de que a família tenha sido levada do norte de Camarões para a Nigéria, onde na segunda-feira um grupo extremista pouco conhecido, chamado Ansaru, assumiu a responsabilidade pelo sequestro de um outro grupo de sete estrangeiros.

O grupo extremista Boko Haram - expressão que significa "educação ocidental é um sacrilégio" - tem lançado uma campanha de guerrilha em todo o norte nigeriano, predominantemente muçulmano. O grupo é responsabilizado por pelo menos 792 mortes apenas no ano passado, segundo uma contagem da Associated Press, e tem ligações com a Al-Qaeda no Magreb Islâmico, grupo sediado na Argélia que abriu uma frente no Mali.

"Se tudo isso for confirmado, significa que a luta contra grupos terroristas é uma necessidade", disse em Paris o ministro de Relações Exteriores Laurent Fabius. "Trata-se de uma batalha para ser liderada pela comunidade internacional contra grupos terroristas e narcoterroristas", disse ele, numa referência ao tráfico de drogas, cigarros e outros produtos que floresceu no norte do Mali, controlado por extremistas.

Os sequestros desta terça-feira elevaram os temores sobre instabilidade e perigos para os ocidentais. Antes desta terça-feira, havia oito cidadãos franceses mantidos reféns na região.

Uma análise publicada na segunda-feira pela Stratfor, empresa privada norte-americana de inteligência, advertiu que haverá mais ataques do Ansaru contra ocidentais e interesses ocidentais na Nigéria, assim como em países vizinhos. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Camarõesturistassequestro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.