Franciscanos fazem apelo pela Igreja da Natividade

A Ordem dos Franciscanos pediu, nesta sexta-feira, às comunidades judaicas de todo o mundo que façam pressão sobre Israel para o restabelecimento do fornecimento de luz e água à Basílica da Natividade, um dos principais templos da cristandade, que está cercado pelo Exército israelense desde o dia 2.Os franciscanos pediram também ao governo israelense que permita a saída de cerca de 200 palestinos refugiados no interior da basílica e de outros mosteiros próximos.Em seu apelo à comunidade judaica, o padre David, porta-voz dos franciscanos, lembrou a "grande ajuda" dada pela ordem aos judeus perseguidos pelas tropas nazistas na Itália durante a 2ª Guerra Mundial. "Nós pedimos a eles agora que nos ajudem fazendo pressão sobre o governo israelense para, assim, evitar um desastre e um massacre fútil."De acordo com a Fides, agência noticiosa do Vaticano, o governo israelense rejeitou imediatamente os pedidos, com as palavras: "Parem de nos perturbar."Mas um porta-voz militar israelense, brigadeiro Ron Kitrey, disse esperar por um acordo que "beneficie ambas as partes". A posição oficial de Israel, no entanto, permanece inalterada: "Todo suspeito de terrorismo abrigado no interior da basílica e mosteiros próximos deverá ser submetido à Justiça israelense."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.