Francisco a Davos: 'Dinheiro deve servir, não governar'

O papa Francisco conclamou a elite política e financeira do mundo, reunida na cidade suíça de Davos para o Fórum Econômico Mundial, a colocar seus conhecimentos e sua ingenuidade a serviço dos mais pobres, para que estes sejam capazes de superar não apenas a fome e a pobreza e não sejam mais dependentes de ajuda.

AE, Agência Estado

21 de janeiro de 2014 | 16h50

"Peço a vocês que assegurem que a humanidade passe a ser servida pelo dinheiro, e não governada por ele", conclamou o papa na mensagem divulgada nesta terça-feira.

Francisco elogiou o "papel fundamental" dos negócios modernos na melhora dos cuidados com a saúde, da educação e das comunicações, mas esse progresso na maior parte das vezes foi obtido simultaneamente à exclusão social dos mais pobres. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
VaticanopapaDavosFrancisco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.