Tony Gutierrez/AP
Tony Gutierrez/AP

Franco-atirador mata homem após ataque a tiros contra QG da polícia de Dallas

Investigadores acreditam que o suspeito, que disse ter uma bomba em seu carro, teria agido sozinho

O Estado de S. paulo

13 de junho de 2015 | 12h10

DALLAS - Um franco-atirador matou ontem um dos suspeitos de ter participado de um ataque durante a madrugada contra o quartel-general da polícia de Dallas, no Texas. O chefe de polícia, David Brown, disse que um de seus agentes atirou no suspeito ontem pela manhã quando ele estava dentro de uma caminhonete em um estacionamento em Hutchins, um subúrbio de Dallas. O homem disse à polícia que tinha explosivos em seu veículo e um robô foi enviado para desativar uma possível bomba.

Brown acrescentou que os investigadores acreditam que o homem atuou sozinho, apesar de testemunhas afirmarem que outras pessoas podem ter participado do ataque.

Pouco após a meia-noite, uma caminhonete bateu em vários veículos da polícia enquanto seus ocupantes abriram fogo. Logo em seguida os agressores fugiram e a polícia iniciou uma perseguição. Segundo Brown, vários sacos foram deixados diante do prédio e um deles continha uma bomba caseira. / AP

Tudo o que sabemos sobre:
Dallasataquefranco-atirador

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.