Franco-atirador pode ter feito 11ª vítima

A polícia do condado de Fairfax, nos arredores de Washington, informou que uma mulher levou um tiro no peito no estacionamento de uma loja de materiais de construção na noite desta segunda-feira. De acordo com a polícia, o ato de violência pode ter sido cometido pelo franco-atirador que vem assombrando a região desde 2 de outubro, quando iniciou uma série de ataques que já deixou oito mortos e dois feridos. "Uma mulher foi morta a tiros", informou a tenente Amy Lubas, da polícia do condado de Fairfax. Diversas avenidas próximas ao local do incidente foram fechadas, informou um porta-voz da polícia. A loja de materiais de construção fica a 16 quilômetros do centro de Washington, D.C. As autoridades de Fairfax e uma força-tarefa criada para investigar o caso do franco-atirador analisam a cena do crime para determinar se este atentado está ligado aos outros 10 ataques, disse o policial Derek Baliles.O chefe da polícia do condado de Fairfax, Tom Manger, disse que ainda é muito cedo para afirmar se este caso tem ligação com os outros assassinatos, mas que há grande possibilidade. A polícia do Estado da Virginia está em busca de uma caminhonete Astro, com uma laterna quebrada. Segundo testemunhas, este carro teria deixado o local após o incidente em direção a Washington.

Agencia Estado,

14 de outubro de 2002 | 23h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.