Franco-atirador pode ter feito décima vítima

Um homem foi assassinado nesta sexta-feira com um tiro quando abastecia seu carro num posto de gasolina na cidade de Massaponax, no Estado americano de Virgínia, no que parece ter sido o décimo ataque do misterioso franco-atirador que vem atuando na região desde a semana passada.Oito das vítimas morreram e duas - uma mulher e um garoto de 13 anos - ficaram feridas. A polícia tenta localizar o atirador, que, aparentemente, escolhe suas vítimas ao acaso e utiliza um fuzil de longo alcance calibre .223. Todas as vítimas foram atingidas por um único disparo."Estamos procurando um furgão branco modelo Astro Chevrolet, que foi visto pela última vez numa estrada próxima do local do último ataque", declarou nesta sexta a porta-voz da polícia estadual de Virgínia, Lucy Caldwell.Imediatamente, após a descoberta do novo ataque, as saídas da rodovia I-95 foram fechadas, e o trânsito no local, interrompido. O posto de gasolina onde se deu o disparo fica nessa estrada, perto da localidade de Fredericksburg. Embora todos os ataques tenham ocorrido em locais públicos, os investigadores não encontraram nenhuma testemunha que aportasse mais pistas sobre o caso.Quase todos os crimes, com exceção de dois, foram cometidos à luz do dia. As autoridades oferecem recompensa de US$ 330 mil por informações que levem à prisão do atirador. Os investigadores encontraram perto do local onde o atirador feriu a tiros um garoto de 13 anos, em Maryland, na segunda-feira, uma carta de tarô - a da morte - com a inscrição: "Caro policial: eu sou Deus."O ataque desta sexta foi o quarto desfechado contra vítimas que estavam paradas em postos de gasolina. Cinco pessoas foram mortas no Condado de Montgomery e, contando a morte desta sexta, três na Virgínia. "A unidade de projetos especiais do FBI está trabalhando num gráfico sobre a área de atuação do criminoso, e vamos colocá-lo em breve à disposição da imprensa e do público em geral", declarou o chefe de polícia de Montgomery, Charles Moose.Os investigadores informaram também que estão analisando fitas de vídeo gravadas por câmeras de vigilância instaladas em edifícios próximos dos locais onde ocorreram os crimes. O atirador tem espalhado o pânico nas áreas próximas dos locais onde fez suas vítimas. Todos os eventos desportivos ou culturais marcados para o fim de semana foram cancelados, e os pais têm evitado que as crianças brinquem nos parques.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.