Franco-atiradores das Farc matam vereadora e policial

Uma vereadora e um policial foram assassinados na noite da última quinta-feira por franco-atiradores das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), nos arredores de Baraya, sudoeste do país, informaram as autoridades locais. No ataque, um segundo efetivo ficou ferido. Um porta-voz que pediu para não ser identificado disse que a legisladora morta foi identificada como Erlides Avilés Salas e, o policial, José Fernando Arias. O oficial integrava uma patrulha que fazia uma rodada de segurança pelas casas dos políticos de Baraya. A seção da Polícia de Huila, departamento que tem Neiva como capital e ao qual Baraya pertence, ofereceu uma recompensa de 20 milhões de pesos (pouco mais de US$8.560) por informações que permitam a captura dos responsáveis. Com a morte da legisladora, sobe para 11 o número de vereadores dessa região assassinados pela guerrilha desde o final de fevereiro.

Agencia Estado,

14 Abril 2006 | 14h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.