Freira é violentada e assassinada na Irlanda

A polícia irlandesa disse que uma freira de 68 anos foi violentada e estrangulada na pequena aldeia rural de Ballybay - um fato, segundo políticos e policiais, sem precedentes no país de maioria católica. A irmã Philomena Lyons foi encontrada morta no sábado à noite às portas do convento São José em Ballybay, um povoado situado a 120 quilômetros a noroeste de Dublin, após ser denunciado o seu desaparecimento. Na Irlanda, um país de 3,8 milhões de habitantes, ocorrem apenas entre 30 e 40 assassinatos por ano, em sua maioria nas cidades. A violência contra membros da comunidade religiosa é muito rara. A freira, uma ex-professora muito popular pertencente à Ordem do Sagrado Coração em Ballybay, foi assassinada quando se dirigia a Dublin, para assistir à festa de aniversário de uma amiga que completava 100 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.