Freira 'viciada' em jogatina é suspeita de ter roubado paróquias nos EUA

Religiosa americana teria se apropriado de R$ 260 mil e gasto dinheiro em cassinos.

BBC Brasil, BBC

06 de novembro de 2012 | 08h39

Uma freira americana "viciada" em jogos de azar foi acusada de ter roubado US$ 128 mil (R$ 260 mil) de duas paróquias em áreas rurais próximas à cidade de Buffalo, no Estado de Nova York.

A freira Mary Anne Rapp passou por tratamento para o vício e está em processo de recuperação, mas ela ainda enfrenta a acusação criminal de roubo das congregações de Saint Mary e Saint Mark.

Ela deveria aparecer diante de uma corte na segunda-feira para se declarar inocente.

Em 2010, a região recebeu um novo pastor que instaurou um processo de auditoria para averiguar a contabilidade das duas paróquias.

Kevin Leenan, porta-voz da Diocese da Igreja Católica Romana de Buffalo disse que a auditoria revelou "algumas irregularidades" que foram repassadas à procuradoria regional.

Acredita-se que a freira tenha se apropriado dos recursos entre 2006 e 2010. Ela foi demitida em 2011.

"Estas são paróquias menores em uma área rural da diocese. Independentemente do tamanho, trata-se de quantia de dinheiro significativa para qualquer paróquia", acrescentou.

As autoridades acreditam que a freira gastou o dinheiro roubado em cassinos.

Edith Wyss, que chefia a ordem de 138 freiras da qual a irmã Mary Anne Rapp faz parte, disse que ela havia concordado em se tratar durante um período em que ficou afastada de suas funções.

"Ela passou nove meses e meio em um programa de tratamento e manteve sua recuperação desde então", disse. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
euaalsofreiracassino

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.