Frio e neve cancelam pelo menos 1.400 voos nos EUA

O nordeste dos Estados Unidos enfrentava os resultados de uma tempestade de inverno na região, que prejudicou o trabalho do governo federal em Washington e provocou o cancelamento de pelo menos 1.400 voos em todo o país, segundo o site flightaware.com.

Agência Estado

22 de janeiro de 2014 | 12h40

A enorme tempestade se estendeu do Kentucky à Nova Inglaterra. A neve começou a cair no meio da manhã de terça-feira na Philadelphia, onde chegou a 35 centímetros na manhã desta quarta-feira. Manalapan, cidade de New Jersey, registrou o maior volume, com 40 centímetros de neve acumulada.

A tempestade provocou a queda de mais de 25 centímetros de neve em partes de Massachusetts. Funcionários federais de Washington enfrentaram até duas horas de atraso para chegar ao trabalho nesta quarta-feira.

Cerca de 3 mil voos comerciais foram cancelados na terça-feira em alguns dos aeroportos mais movimentados do país, dentre eles Washington, Baltimore, Philadelphia, Nova York e Boston, onde o aeroporto Logan dizia aos passageiros a esperar serviços domésticos extremamente limitados, pelo menos na manhã desta quarta-feira.

No aeroporto LaGuardia, em Nova York, congestionado mesmo em dias bons, um monitor de televisão mostrava uma série de voos cancelados. Grandes grupos de pessoas que queriam deixar o local se reuniam nos balcões das empresas aéreas na tentativa de remarcar seus voos.

A tempestade prejudicou a posse do governador de New Jersey, Chris Christie, e levou ao cancelamento de um evento de gala na ilha Ellis. Em Massachusetts, o governador Deval Patrick adiou seu discurso anual conhecido como "State of the State", dizendo estar preocupado com a tentativa dos convidados de chegar à Assembleia Legislativa.

A tempestade foi um evento climático convencional, ao contrário da onda de frio de duas semanas atrás, que foi causada por uma torção no vórtex polar, os ventos que circulam ao redor do polo norte. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAtempestadeinvernovoos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.