David Gray/Reuters
David Gray/Reuters

Frio mata 41 na Índia e provoca transtornos na China e Coreia

Fortes nevascas em Pequim e Seul cancelam centenas de voos, adiam aulas e geram problemas no trânsito

estadao.com.br,

04 de janeiro de 2010 | 10h18

Pelo menos 41 pessoas morreram neste final de semana pela onda de frio que nos últimos dias tem afetado às regiões do norte da Índia, informaram nesta segunda-feira, 4, fontes oficiais.

 

Ao menos 30 pessoas morreram no Estado de Uttar e 11, em Bihar. Em Uttar, a cidade de Shahjahanpur registrou hoje a temperatura mais baixa, de 2,8 graus, enquanto no distrito de Muzaffarpur de Bihar o termômetro marcou seis graus.

 

Embora as temperaturas registradas não tenham sido inferiores a zero grau nesta região, nos empobrecidos estados de Uttar e Bihar boa parte da população vive em casas precárias e não está acostumada ao frio intenso.

 

O Departamento de Meteorologia prevê que a onda de frio, acompanhada de chuvas, siga afetando o norte do país pelo menos durante os próximos dois ou três dias.

 

China

 

A maior nevasca registrada em Pequim e em outras áreas do norte da China desde 1951 paralisou boa parte do tráfego aéreo e rodoviário na região, provocou a suspensão de aulas na capital e na vizinha cidade de Tianjin, entre outras medidas de prevenção.

 

Segundo a imprensa local, a neve que cai em Pequim desde sábado, 2, levou ao cancelamento ou atraso de 90% dos voos do aeroporto local, onde apenas uma das três pistas se manteve em condições de operação. No total, 756 voos foram cancelados e 491 decolaram com atraso.

 

A situação pode piorar nesta segunda-feira, 4, já que as temperaturas na capital chinesa continuam caindo e podem chegar ao patamar mais baixo em 50 anos (-16°C).

 

Coreia do Sul

 

Na Coreia do Sul, moradores enfrentam a pior nevasca da história recente do país. A neve chegou a 26 centímetros em Seul e forçou aeroportos a cancelar 224 voos. A neve também prejudicou o trânsito nas estradas que dão acesso à capital.

 

Com informações da Efe e da Associated Press

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.