Frio na Ásia já causou mais de 900 mortes

O sol apareceu hoje em várias partes de Bangladesh e da Índia, após uma onda de frio de três semanas que causou mais de 910 mortes no sul da Ásia, onde milhões de pessoas não têm acesso a aquecimento, eletricidade ou agasalhos. Uma névoa espessa atrapalhou, pela manhã, o tráfego de veículos terrestres e aviões, e impediu o deslocamento de milhares de pessoas, informam as autoridades.Em Bangladeh foram registradas oficialmente mais 51 mortes, na maioria de crianças e idosos, por causa dos ventos gelados que sopraram ontem. O número total de mortes causadas no país pela onda de frio é de 540. Mais 322 pessoas morreram, vítimas do frio, no Estado de Uttar Pradesh, no norte da Índia, informou um funcionário do governo local, sob condição de anonimato. A cidade de Kanpur registrou a temperatura mais baixa do Estado em 30 anos, zero grau, na sexta-feira. Ontem, a temperatura subiu a 3º C. Em outra parte da Índia, no Estado de Bihar, foram registradas mais 30 mortes.No Nepal, pelo menos 18 pessoas morreram por causa das baixas temperaturas, informa um funcionário do ministério do Interior. Todas as vítimas eram crianças e idosos da região sul do país, que faz fronteira com a Índia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.