Frio paralisa trens no Eurotúnel

As baixas temperaturas que vêm atingindo a Europa provocaram problemas ontem nos trens Eurostar, que fazem a ligação entre a Grã-Bretanha e a Europa continental através do Eurotúnel, por sob o Canal da Mancha. As composições, que se dirigiam para Paris, haviam deixado Londres, onde o inverno tem mantido os termômetros na marca de zero grau. Ao entrar no túnel, onde a temperatura era de 28 graus, o ar sofreu condensação nas paredes da composição, provocando pane elétrica. "A condensação atingiu o suprimento de energia elétrica", reconheceu o porta-voz do Eurostar, por telefone à agência Reuters. Os trens que saíram de Londres avançaram com dificuldades até o fim do túnel, mas perderam força ao chegar na região norte da França. O porta-voz da companhia Eurostar disse que os trens transportam, nas sextas-feiras, 13 mil pessoas de Londres para países europeus. Lembrou, ainda, que quatro composições haviam deixado a capital britânica com destino a Paris antes de os problemas começarem, às 9h30 (7h30 no Brasil). No entanto, oito Eurostars que deveriam partir para Paris e outros quatro para Bruxelas, na Bélgica, ficaram retidos. Os transtornos foram sentidos principalmente por turistas que costumam viajar à capital francesa nos fins de semana. Plataformas ficaram lotadas e houve reclamação. Os engenheiros trabalharam durante todo o dia para resolver o problema. "Nós temos trens na estação de Waterloo (Londres) e estamos tentando fazê-los partir", completou o porta-voz. O Eurostar já havia enfrentado problemas em outubro, quando o sal espalhado por uma tempestade no mar atingiu os trilhos na entrada do túnel no lado francês, provocando um curto-circuito na linha elétrica. Em oito anos de funcionamento, o Eurostar poucas vezes sofreu panes. Uma das maiores ocorreu em 1995, quando trens não puderam deixar Londres por problemas técnicos. Ontem, fortes nevadas atrapalharam os transportes rodoviários, ferroviários e aéreos em vários países europeus. Vários vôos foram anulados nos aeroportos londrinos de Heathrow e Gattwick.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.