Frustração abate equipe de resgate em NY

A cada hora que passa, os homens emulheres que trabalham neste domingo na remoção dos escombros do WorldTrade, Center, em Nova York, sentem-se mais frustrados e commenos esperanças de encontrar sobreviventes.Um dos bombeiros, Ed Kester, disse que quando encontramobjetos pessoais entre os escombros aumenta a pulsação dosmembros das equipes de resgate pela chance de que alguma pessoaviva esteja por perto."Isso nos dá uma pista, no caso de óculos, livros,computadores de bolso", contou Kester enquanto tirava seuuniforme após uma jornada de oito horas de buscas. "Quando encontramos objetos, trazemos cães para que farejem aárea."O prefeito de Nova York, Rudolph Giuliani, lamentou hoje queos informes de novos resgates entre os escombros sejaminfundados, pois até agora não foram detectados novos sinais devida."É tudo muito sombrio", disse Jim Kasey, um investigador de35 anos que trabalha como voluntário entre os escombros,removendo os destroços com as mãos e enchendo recipientes quelogo eram passados de mão em mão ao longo de uma fila formadapor centenas de colaboradores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.