Fujimori apela da rejeição de sua candidatura

A defesa do ex-governante peruano Alberto Fujimori apelou hoje da decisão judicial do Tribunal Eleitoral, que na terça-feira passada vetou sua candidatura presidencial às eleições de 9 de abril.Segundo a resolução eleitoral, a candidatura do ex-governante (1990-2000) não é viável, já que o Congresso peruano o declarou inelegível em 2001, por ter renunciado à Presidência enquanto se encontrava no Japão, em meio a um escândalo de corrupção. Essa inabilitação o impede de exercer cargo público durante dez anos.Segundo César Nakasaki, advogado de defesa de Fujimori, o argumento de inabilitação não é válido para rejeitar a candidatura, mas para avaliar um recurso de nulidade, que não foi apresentado até agora.O ex-governante viveu no Japão nos últimos cinco anos, até que em novembro do ano passado viajou ao Chile para daí preparar seu retorno ao Peru e ficar à frente de sua campanha eleitoral.No entanto, a Justiça chilena ditou sua prisão a pedido do Peru, e na semana passada deu início ao processo de extradição por doze casos de homicídio e crimes de corrupção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.